quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Despertar


Quando olho para o passado sinto gratidão, repito comigo mesma: tudo esta bem como está! Cada aprendizado me trouxe até aqui independente das circunstâncias ou "adversidades" estou aqui no momento certo na situação certa... Sem vitimismo, sem complicações. Amo quem sou, perdoei quem fui e acolho com carinho quem serei procurando viver o hoje pois é tudo o que tenho, a morte se torna apenas uma aventura para a alma e o duvidoso algo a ser medido com a sabedoria do ser. As experiências são divididas entre todos que estão abertos a ouvir, sem invasão ou violação. E o mundo passa a ter mais cores porque eu mudei e o que esta fora esta dentro, como em um espelho e o verdadeiro véu enfim é rasgado, a morte se torna tao somente mais uma aventura para a alma o amor preenche, bagunça e depois integra um com o todo. E mesmo que doa, que sofra, que passe privações tudo e transitório pois somos amor e luz, existe um plano maior na existência.  As coisas materiais ou convencionais são passageiras, o ser o que esta dentro é o que realmente importa, lá fora é tão somente uma ilusão criada pelo coletivo cabe a mim viver o melhor dessa projeção, vibrar no amor, na luz e na minha verdade sem medo ou preconceitos. Somos perfeitos e completos cada um com sua missão de alma a seu tempo, a seu modo. Apesar da solidão externa enfrentada no processo de despertar existe uma solitude interna, um preenchimento de vida aos dias e a futilidade vai sendo substituída pelo amor que chega como uma nuvem carregada pronta para desaguar em todos. E mesmo que as vezes pareça confuso sei que cada um tem uma missão e nada é por acaso.


segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Eu li As Brumas de Avalon

Então eu li As Brumas de Avalon, creio que a leitura se deu no momento certo da minha vida. Ainda estou sentido falta das personagens, sei que o livro mora em mim de certa forma, Morgana das fadas sem duvidas é a melhor personagem da história apesar de passar por vários momentos tristes, gostaria de falar mais sobre os livros mas no momento escrever em um tablet é desconfortável. São quatro livros com duzentas páginas (cada)  se não me engano, contendo a  lenda do rei Artur mas sob a visão de Morgana sua irmã, no livro vemos a luta das mulheres do povo mágico ou do lago para se manterem em nosso mundo para professarem sua fé, seu culto a deusa e suas tradições. Os livros tem uma escrita com um ritmo gostoso de ler e ao final de cada um é deixado um gancho para o próximo. Recomendo a leitura e quem sabe mais a frente eu faça alguns comentários dos mesmos por aqui. Sei que tem um filme e vou ver ainda hoje para ver se tem muito da história, logo volto e comento. Então é isso, beijos da deusa...     




sábado, 9 de dezembro de 2017

Um pouco de mim

Na real parafraseando os jovens de vinte e poucos anos, essa é a quarta tentativa de escrever um texto mas toda hora erro e vai tudo pelo ralo... Estou bem, sim sumida mas vivendo e aprendendo sempre e mais. Prometo que logo trago mais fatos da minha vida, mesmo que não seja lá essas coisas que costumamos ler, o que vale mesmo e escrever nê não! rsrs Então é isso deixo vocês em uma boa companhia, quase uma singela homenagem.




O rock que habita em mim saúda o rock que habita em você.
Descanse em paz, até uma outra vida!




quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Um texto fabricado para posteridade

O que fazer com os sentimentos, as lembranças dessa vida que as vezes mesmo sem querer traz uma leve melancolia.
A luz da espiritualidade vivemos o hoje, que é um presente cheio de alegria quando somos inteiros, despertos e participantes. Mas o que fazer com o entardecer que me traz a menina de vinte anos que espera o amado na janela, ou com as chuvas de novembro que traz os abraços inocentes de quem um dia tanto amou. Ou o final da tarde que as vezes faz um tic tac no peito dizendo que ele não vai bater na porta... Nunca mais. É preciso fabricar novas lembranças, aromas, toques ainda nessa vida, é preciso coragem para abrir o coração para um novo amor, sem medo ou julgamentos, sentir gratidão por tudo que viveu e recomeçar, mesmo com receio.
A vida é um presente e tem urgência de acontecer.


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Voltando aos poucos

Finalmente dei o ar da graça, ultimamente peguei uma certa birra da internet, aliás não só da internet como de tantas outras coisas... Televisão aqui tem servido para juntar poeira, assisto ao MasterChef  e A Padroeira sim minha gente, novelinha boa aquela danada com efeitos especiais antigos que me faz rir as vezes, a Bruna assiste as duas novelas infantis que passa na emissora do Silvio Santos, a Isa só Netflix.
É muito proveitoso ficar alienada com os "acontecimentos do mundo" prefiro filtrar  o que vejo e ouço.
Em relação a faculdade me matriculei em quatro disciplinas e continuo não tendo motivação, admito escolhi o curso errado em um período errado também, não tenho tempo nem vontade para integral.
Meditar, sim tenho feito mas quero mais, preciso de mais meditações em minha vida, estou aos poucos abandonando a ingestão de carnes, tem sido relativamente fácil, mais até que o refrigerante que confesso sinto falta as vezes.
Tenho lido com frequência, venho apreciando músicas clássicas e estou na fase Bach se é que pode chamar de fase uma junção de arranjos que me faz ir para um mundo melhor, o mundo que eu crio e pinto com tons amarelos...
Ando um tanto quanto fechada, reservada e tenho me sentindo bem com isso.


domingo, 18 de junho de 2017

Café da manhã...


Costumava ser uma mesa, duas cadeiras, duas xícaras e nós dois.
A mesa posta com cuidado, um vaso delicado ao centro, muitas risadas e olhares...
Costumava ser assim.
Agora tenho uma mesa, duas cadeiras, uma xícara e...
O vaso continua no centro, a mesa  posta com zelo, alguns sorrisos e um olhar ao longe...
Tem dias que é tristeza, outros lembranças, de quando em vez uma esperança. De sua volta, não mais.
Uma mesa, duas cadeiras, um coração aguardando outro olhar, outro sorriso, outra emoção...

sábado, 15 de abril de 2017

Leituras de 2016

Olá leitores, tudo bem?
Finalmente vou postar a lista dos livros que li no ano passado, então vamos a Lista?

Imagem retirada do Google
Li os livros das crônicas Sookie Stackhouse, todos em PDF. Essas capas são a versão americana e são as que achei mais bonita, mas não se enganem os livros são bem adultos. Nessa série de livros vemos a história da telepata Sookie que trabalha como garsonete em um bar e conhece o vampiro Bill, Sookie se encanta com o fato de sua telepatia não funcionar com seres sobrenaturais, principalmente com vampiros já que os mesmos não tem sinapses químicas, os dois viverão um romance. Gostei muito desses livros, tem várias criaturas alem dos vampiros e Sookie não é uma mocinha sem graça que vemos em muitos romances.


  • Desejos de chocolate: romance
  • Austenlandia: romance
  • Baladas: poesia
  • Anexos: romance
  • A caderneta vermelha: romance
  • Vida é morte: fantasia/romance
  • Depravado: romance/erótico
  • Alice no país das maravilhas: infantil
Como podem ver li gêneros variados de clássico infantil a romance erótico. Quero destacar Anexos que é um livro muito fofo com personagens mais fotos ainda, vou falar mais sobre esse livro, em breve.


  • O código da Vinci: romance policial/ suspense
  • O amor que acende a lua: crônicas
  • Morte súbita: romance/drama
  • O caso dos dez negrinhos: suspense/policial
  • Alma? : Ficção/steampunk
  • Metamorfose? : Ficção/ steampunk
  • Faça boa arte
  • A vida peculiar de um carteiro solitário
A série O protetorado da sombrinha, as quais li até agora Alma? e Metamorfose? é bem interessante e o meu primeiro contato com o gênero steampunk, são quatro livros e pretendo ler todos e comentar sobre os mesmos. Outro destaque das minhas leituras é o livro de crônicas O amor que acende a lua, tão delicado e com histórias tão singelas que merece a leitura, também quero falar sobre ele.


Esses são os livros adquiridos em 2016 tem novos e usados, não li todos. Em 2016 li bastante, como podem ver dois livros ficaram fora da colagem pois esqueci de anotar mas estão na última foto, são o quarto e oitavo livros, um de contos e o outro romance.
E vocês meus queridos leram muito no último ano?