segunda-feira, 16 de abril de 2018

Abril tem sido assim...

Faz tempo que não coloco aqui um pouco do que ando fazendo...
No último dia treze foi meu aniversário, sim sexta-feira linda e chuvosa minhas irmãs (tenho três) fizeram um bolo surpresa e apareceram a tarde na minha casa cantamos parabéns, desafinado como é de praxe na minha família e comemos, devo dizer que estava muito gostoso! A Bruna ganhou uma cachorrinha, uma shih-tzu que já estava batizada de July, e que coisinha fofa e amável. Eu não como carne vermelha e em breve paro de comer carne branca também, não consumo leite e tenho pensado em parar de comer ovos, mas ainda uso leite e ovos em massas de bolo e tortas mas a mudança é gradativa visto que ate o ano passado eu não imaginava minha vida sem leite e ovos acho que dei um salto quântico rsrs.
Com esse novo estilo de vida e alimentação mais saudável estou vendo os resultados no meu corpo e tenho emagrecido de forma tranquila e sem passar fome, as calças jeans de qualidade lê- se marca que estavam guardadas estão servindo novamente e ontem experimentei um vestido de quando eu tinha dezessete anos e o bonitinho serviu :) mas a grande conquista ao meu ver foi me amar do jeito que sou independente do peso.
Ganhei da minha mãe uma poltrona e um sofá de dois lugares e vou mandar reformar quero colocar pés palitos nos dois, penso que vão ficar lindos pois são móveis caros e compensa a reforma, quando ficarem prontos posto fotos. A Bruna esta usando óculos, três graus e meio de miopia, é uma das mais inteligentes da classe e gosta de ler. A Isabela esta no primeiro ano do ensino médio, e tem se mostrado uma aluna muito responsável fazendo todos os trabalhos e tirando boas notas até agora contabilizou três dez, ela pensa cursar farmácia até o presente momento, vamos aguardar. Estou relendo E o vento levou e o outono continua sendo minha estação favorita.








segunda-feira, 9 de abril de 2018

Uma semana doce para todos

À tarde está doce, como se partículas de açúcar caíssem do céu, de uma nuvem de algodão doce. Estou assim feliz por dentro sentindo um calorzinho no peito e são dias assim que me faz caminhar, seguir pela estrada de tijolos amarelos...
Desejo a você que me lê dias assim, mesmo se estiver dentro de um furacão permaneça centrado pois no centro do furacão as coisas são calmas.
Que tenhamos uma linda semana =*




terça-feira, 3 de abril de 2018

Das chuvas outonais

As vezes dói um pouquinho existir, quando sem querer lemos ou vemos as mazelas no mundo e nesse momento apenas choro para lavar a alma. Lá fora ta chovendo e o dia tá cinza, uma triste tarde de outono e a tristeza é a de saber que apesar da vida ser linda as vezes é válido chorar.
"E que a força do medo que tenho não me impeça de viver a paixão que anseio"... Osvaldo Montenegro

quarta-feira, 7 de março de 2018

Leituras de 2017

Olá leitores, como vão? Como já virou tradição aqui no meu cantinho virtual vou trazer os lidos de 2017! Antes tarde do que mais tarde ;)
  • A menina mais fria de Coldtown 
  • Annie
  • 100 dias em Paris
  • O futuro de nós dois
  • Ligações
  • Para todos os garotos que já amei
  • A caminho do verão
  • A melhor coisa que nunca aconteceu
  • Lira dos vinte anos - poesia
  • Vintém de cobre - poesia
  • Ossos inquietos
  • A senhora da magia - As brumas de Avalon
  • A grande rainha - As brumas de Avalon
  • O gamo-rei - As brumas de Avalon
  • O prisioneiro da árvore - As brumas de Avalon
  • Faça seu pedido
  • Cartas de amor aos mortos
  • Namorado de aluguel
  • Como dizer adeus em robô
  • Eleonor e Park
  • Inocência?
  • Coração?
Como podem ver tem vários gêneros de infantil como Annie a poesia como Vintém de cobre da poeta e doceira primorosa Cora Coralina, filha de Goiás.
As brumas de Avalon foi sem dúvida nenhuma a melhor leitura que fiz em 2017 e penso que fiz no momento certo da minha vida, momento este que tenho buscado minha espiritualidade e vivido um constante despertar, logo fiz a leitura despida de preconceitos e com uma visão um pouco fora da caixinha. Cartas de amor aos mortos foi um achado, o livro traz surpresas e reviravoltas é uma montanha russa de emoções, recomendo a leitura.
Rainbow Rowell é de longe minha autora contemporânea favorita, eu amo suas personagens masculinos que são perfeitos só perdem para os mocinhos de Jane Austen, o livro Eleonor e Park é tao lindo e comovente e eu me identifiquei tanto com a Eleonor que fiquei muitos dias com a historia lida pulsando em mim, e Park o que dizer? Que garoto bacana, fofo e de alma tão delicada.
Bem, essas foram as leituras de 2017


                 Um abraço o/         
             



terça-feira, 6 de março de 2018

Sobre as nuances dos relacionamentos abusivos

Relacionamento não é algo que domino com maestria, seja de qualquer natureza eu me resguardo em meu mundo e raramente deixo alguém entrar e conhecer quem eu sou. Preservo minha intimidade e minha rotina e isso é uma característica minha que abraço com carinho. Estabelecer o que é abusivo em um relacionamento não é uma tarefa fácil inclusive em tempos de internet e aldeia global que resume o que nos tornamos no coletivo virtual. Mas o que é um relacionamento abusivo dentro das nuances do comportamento humano? É tudo o que te incomoda e fere sua dignidade. E sabemos que não é preciso estar junto fisicamente para se construir algo seja bom ou ruim, mas uma das características que percebi na última situação que vivi foi: - Não vivo sem você, você nunca mais vai encontrar alguém que te ame tanto quanto eu, me desculpa se falei aquelas coisas foi porque te amo, você beijou "x" pessoas no passado? Você era assanhada, mas isso é coisa de vagabunda, suas filhas não tem pai? Você não tem tempo para mim... E por ai vai, isso tudo a quilômetros de distância e quando percebemos a situação no mínimo incômoda em que nos metemos e resolvemos cair fora, fica ainda um sentimento de que não somos boas o suficiente, que somos a geração mi mi mi que vai embora na primeira crise, que somos más.
Passei por tudo isso, experimentei a frustração de viver algo tóxico e consegui me desvencilhar de vez, e digo como é bom ser livre para escolher o que é digno, o que faz bem. O universo é incrível e abundante e sabemos que viver o hoje é a melhor coisa que fazemos sempre.
Entre tantas opções que temos nessa realidade que nos cerca escolha se amar em primeiro lugar sempre.

sexta-feira, 2 de março de 2018

Reconstruir

Estou me quebrando para reconstruir outra vez, só que desta vez não dói, a reforma é contínua e gradativa e a cada dia reconheço pedacinhos que foram sufocados vindo à tona e isso é reconfortante.
Minha alma aos poucos se reencontra com minha atual existência, minha alma tem aroma de flores e floresta com sabor de manhãs  outonais e chocolate quente.



quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Despertar


Quando olho para o passado sinto gratidão, repito comigo mesma: tudo esta bem como está! Cada aprendizado me trouxe até aqui independente das circunstâncias ou "adversidades" estou aqui no momento certo na situação certa... Sem vitimismo, sem complicações. Amo quem sou, perdoei quem fui e acolho com carinho quem serei procurando viver o hoje pois é tudo o que tenho, a morte se torna apenas uma aventura para a alma e o duvidoso algo a ser medido com a sabedoria do ser. As experiências são divididas entre todos que estão abertos a ouvir, sem invasão ou violação. E o mundo passa a ter mais cores porque eu mudei e o que esta fora esta dentro, como em um espelho e o verdadeiro véu enfim é rasgado, a morte se torna tao somente mais uma aventura para a alma o amor preenche, bagunça e depois integra um com o todo. E mesmo que doa, que sofra, que passe privações tudo e transitório pois somos amor e luz, existe um plano maior na existência.  As coisas materiais ou convencionais são passageiras, o ser o que esta dentro é o que realmente importa, lá fora é tão somente uma ilusão criada pelo coletivo cabe a mim viver o melhor dessa projeção, vibrar no amor, na luz e na minha verdade sem medo ou preconceitos. Somos perfeitos e completos cada um com sua missão de alma a seu tempo, a seu modo. Apesar da solidão externa enfrentada no processo de despertar existe uma solitude interna, um preenchimento de vida aos dias e a futilidade vai sendo substituída pelo amor que chega como uma nuvem carregada pronta para desaguar em todos. E mesmo que as vezes pareça confuso sei que cada um tem uma missão e nada é por acaso.